Pet Shop: Como utilizar SMS marketing

Insights de aplicação de SMS marketing no segmento pet

Aplicação do SMS Marketing em Pet ShopResistente é o termo usado pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), José Edson Galvão de França, para definir o comportamento do segmento pet diante da crise econômica.

Quer ouvir este conteúdo? Experimente ouvir pelo player abaixo.


O brasileiro gasta, em média, R$ 216,50 com cães e R$ 120 com gatos, segundo pesquisa realizada pela Abinpet. Ao todo, o amor incondicional por esses animais de quatro patas tem impulsionado o mercado pet, tornando o negócio viável e interessante para o ano de 2017. Sendo assim, investir em novas tendências por meio de produtos e serviços exclusivos têm sido o grande segredo para superar a concorrência, atraindo ainda mais a atenção dos clientes.

VEJA COMO É RÁPIDO E
EFICIENTE

TESTE AGORA

EM UM CLIQUE

O Brasil é atualmente o terceiro maior mercado do mundo em faturamento no setor pet, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Reino Unido, segundo dados da Abinpet. O tamanho desse negócio pode ser justificado pelo atual modelo familiar brasileiro, que pede um animal de estimação. “Um casal de jovens ou um de idosos, sem filhos, quer um pet para companhia; um casal com crianças pequenas pede um pet para brincar com as crianças; enquanto adultos solteiros também querem um parceiro e por isso o pet se torna uma boa saída”, comenta o gerente do Sebrae-SP em Guaratinguetá, Ricardo Calil. Hoje o animal é visto como um membro da família como qualquer outro e tudo aquilo que a família provê para si proporciona também para o bichinho de estimação. “O tratamento é igual. Tanto que muitas linhas de produtos criados atualmente têm o mesmo apelo que para humanos, no intuito de convencer os proprietários que eles têm a possibilidade de dar produtos similares aos que eles consomem para seus animais, dentro da mesma proposta”, explica Calil.

Com esse enorme mercado e grandes oportunidades, a utilização do SMS Marketing como forma de fomentar seu negócio e achar novas oportunidades é a aplicação ideal. O Brasil deve permanecer em terceiro lugar no ranking do mercado mundial do setor, respondendo a 5,3% do faturamento global, atrás dos Estados Unidos, país responsável por 42% de todo o mercado mundial, e Reino Unido, segundo colocado com 6,7%. Em todo o mundo, em 2016, o setor deve faturar US$ 103,7 bilhões, alta de 1,5% sobre o ano anterior. A projeção para 2017 é de um crescimento de 6,6%. A alta tem estimulado a abertura de lojas e até de empresas para a capacitação de profissionais.

A revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios (PEGN) de outubro/2016 listou cinco nichos que têm crescido bastante e podem ser uma boa oportunidade de investimento em 2017 para quem está pensando em diversificar sua estratégia de negócio. Confira abaixo quais são as tendências e como você pode crescer junto com elas:

Serviços de Conveniência: Atualmente, o setor de serviços é o segundo que mais fatura (17%), atrás apenas de alimentação (67%). A procura por prestadores de serviços que atendam às necessidades dos mais de 50 milhões de cães e 20 milhões de gatos espalhados pelo Brasil é crescente e movimenta milhões de reais todos os anos. Por isso, se você quer entrar nesse mercado ou já faz parte e deseja crescer, uma dica é buscar o diferencial. Um exemplo: alguns hotéis, que antes focavam só na hospedagem, agora também já oferecem outros produtos, como spa, fisioterapia e aulas de natação. A ideia é oferecer adicionais que melhorem o bem estar dos pets durante sua estadia.

Pet Shop Profissional: Apesar dos mais de 50 mil pet shops espalhados pelo país, o setor ainda dá sinais de que pode se expandir. Tanto que o varejo tem amadurecido e redes de franquias vêm surgindo, o que desafia quem deseja entrar neste setor a investir no aprimoramento da gestão do negócio. Outra dica é diversificar a oferta de serviços, a fim de aumentar a margem de ganho. “O setor cresceu de forma amadora nos últimos anos, comandado por veterinários de perfil técnico ou pessoas sem conhecimento de varejo ou gestão de pessoas”, explica Rodrigo Albuquerque, franqueador da rede americana Petland no Brasil, em entrevista à PEGN. “Só vai se dar bem quem oferecer experiências e produtos que vão além do convencional”, completa.

Produtos Premium: Se pets são mesmo da família, então porque não dar a eles o que há de melhor? Nessa linha, crescem as vendas de toda gama de acessórios: brinquedos, tapetinhos, coleiras, roupinhas, camas e até cosméticos, tudo para deixar o animal de estimação mais perto do dono. “Para muitas pessoas, o pet é a maior fonte de alegria, especialmente em tempos difíceis. Por isso elas se sentem no dever de retribuir o afeto com certos mimos”, diz Sérgio Zimmerman, sócio-diretor da rede Petz, para a PEGN. Por isso, quem for investir neste segmento deve apostar em acessórios que reproduzam o estilo e os hábitos do dono. “O que o proprietário busca nada mais é que o reflexo de sua personalidade”, afirma Zimmerman, que também aponta o investimento em design original e acabamento caprichado como diferenciais importantes. “É o único jeito de competir com a invasão chinesa”, finaliza.

Um levantamento realizado pela Consumoteca apresenta as nuances do comportamento dos donos de animais no Brasil. De acordo com esse estudo, essas pessoas se dividem em dois grupos de consumidores: os engajados e os deslumbrados. Por engajados, subentendem-se consumidores que tem um envolvimento com causas relacionadas à proteção dos animais, geralmente adotam pets ao invés de comprar e não têm tantos gastos supérfluos com os bichos de estimação. Já os consumidores deslumbrados são aqueles que costumam comprar adereços e terceirizar os cuidados básicos dos pets, como banho, tosa e aplicações de medicamentos, ao contrário dos engajados.

A pesquisa mostra que os pet lovers são consumidores das classes A, B e C, distribuídos por várias classes etárias e que veem a si mesmos como tutores, ou pais/mães dos animais. Estes são considerados “membros” da família, vistos sob uma perspectiva humanizada.  Os novos pet-consumers possuem uma agenda atribulada de compromissos e preferem optar por serviços que facilitem sua vida no tratamento dos animais. Entretanto, isso não significa que eles não estejam barganhando. Sites de comparação de preços vêm ajudado esse público a encontrar ofertas mais interessantes para os animais. As rações, por exemplo, podem varia entre R$9,00 e R$250,00 – dependendo da marca e tamanho.

De olho nessa tendência, a Comtele oferece o serviço de SMS Marketing, que é uma ferramenta prática, acessível, com altíssimo poder de alcance e baixo custo, você consegue enviar um comunicado a toda a sua base de clientes de forma imediata, e ele pode ser utilizado para diversas finalidades: envio de comunicados, promoções, descontos, avisos de vacina, resultado de exames, alta, aniversários, entre várias outras utilidades.

Exemplos Práticos da Utilização do SMS Marketing Comtele no seu Pet Shop:

  • “Olá Gabriel, estamos com 50% de desconto no mês de Abril para banho e tosa! Venha até nós e aproveite! Pet Shop”.
  • “Luana, venha com a Mel conhecer a nossa creche e aproveite o desconto de 20% para novas matrículas! Pet Shop”.
  • “Ola Gabriela, não se esqueça que a vacina de Lili vence no próximo dia 28/04! Te esperamos!! Pet Shop”.

Aproveite, invista e fidelize seu cliente com esta poderosa ferramenta de comunicação que é o SMS Marketing Comtele e conte conosco para total suporte na utilização dos serviços.

SOLICITE UM TESTE GRÁTIS
DE NOSSO SISTEMA

  • Pamela Ribeiro

    Ola Carlos,

    Obrigada pela leitura do nosso artigo =)

    Ficamos a disposição,
    Pâmela Ribeiro
    Commercial Strategy Manager
    Skype: atendimento.comtele
    Tel.: +55 16 3508-0001
    WhatsApp: +55 16 98130-4898
    +55 16 99734-0989 (Vivo)
    +55 16 98196-4626 (Tim)
    +55 16 99284-5292 (Claro)
    +55 11 3711-5628

"